Missão 2018: Continente Europeu e Africano

“Não há como você vê uma Missão semelhante a outra. Cada viagem é uma viagem distinta, porque a bênção da viagem é a própria viagem.

A Missão tem sido um sucesso. Deus enviou os seus anjos para nos servir.

Estivemos hoje na Convenção Nacional de Ministros, em que na oportunidade foram ordenados dezenas de obreiros. Isso é um marco na Missão transcontinental.

Ao anoitecer empreendemos uma ‘Cruzada das 22 horas’ – Serviço de Evangelização Noturno – voltado para os grupos que não têm assistência durante o dia. Estamos neste momento em plena atividade pelas ruas, becos, valados da grande Guiné Bissau, acabamos de sair de uma grande feira onde havia mais de 3.000 (três) mil pessoas transitando em pleno domingo. De tudo fizemos um pouco: culto ao ar livre, distribuição de literaturas e orações em geral. Embora cansados, o missionário totalmente esgotado, contudo prosseguimos pela fé em nome do Senhor Jesus Cristo. Caminhamos durante o dia em torno de 7 km. Rogamos vossas orações para as próximas tarefas.

Foi muito difícil fazer contato hoje, e não temos previsão de quando será possível novos contatos devido a ausência de internet...

Ao desembarcar no aeroporto, com o propósito de pernoitar nas dependências daquele lugar, fomos levados a fazer a seguinte oração: ‘Senhor, coloque um anjo ainda que humano no nosso caminho’. Logo surgiu um militar que foi o instrumento para nos indicar ao taxista o qual nos levou ao destino. Fomos levados a uma hospedaria localizada a 300 (trezentos) metros do Palácio Presidencial, hoje já recuperado da Guerra Civil. Dessa forma, estamos numa militarizada, onde se encontra todas as embaixadas.

Normalmente, uma diária de hotel custa em torno de 400 (quatrocentos) reais por pessoa, nós conseguimos uma hospedaria por 120 (cento e vinte) reais cada hóspede e, finalmente, conseguimos uma diária de 40 (quarenta) reais por pessoa. Esta, sem dúvida, foi a maior intervenção do Senhor, dado os nossos escassos recursos. Quanto ao missionário, ele afirma que é preferível desgastar-se a enferrujar. Isso motiva a todos nós. 

Voltamos a percorrer o mesmo caminho de 18 anos atrás no bairro denominado Belém. Temos feito contato com várias denominações, mas ainda não encontramos os tabernáculos. Continuamos a ter dificuldades de enviar vídeos e fotos devido às restrições políticas e ausência de internet.

Hoje estivemos documentando no Palácio do Governo e no Congresso Nacional. Locais que há 18 anos estavam completamente destruídos. Hoje são prédios restaurados e em pleno funcionamento, apesar do governo opressor vigente. Nos últimos 15 anos houve mais de 6 presidentes e nos últimos três anos, foram nove ministros(os quais são os legítimos governantes do país). No momento, Guiné Bissau está completamente militarizado, com o apoio de 10 outros países da África Ocidental. Nos últimos dias houve agressões pessoais e ataques militares entre os Poderes Executivo e o Legislativo. Entretanto a população desconhece a gravidade que vive por conta da censura de imprensa. Embora tendo tudo isso contra o desempenho da Missão, conseguimos romper esses obstáculos e nos deslocamos para um bairro denominado Belém, provavelmente o mais populoso e mais pobre da capital. Ali visitamos quatro Igrejas Evangélicas, uma Católica e uma Mesquita e fizemos uma vasta distribuição de literaturas.

À noite, retornamos à Igreja Evangélica Central para nos confraternizar com o Pr. Jair Barbosa, pela ordenação dos 15 ministros para o desempenho da missão no país, realizada domingo pela manhã.

Vivenciamos agora às 23 horas um acontecimento sobrenatural: já havia três anos que não chovia na cidade e em dado momento enquanto clamávamos a Deus por um refrigério, uma chuva torrencial caiu sobre a cidade – Glória a Deus!”

(Relatório da Missão Transcontinental Resgate enviada pelo missionário Eliézer da Silva Ribeiro, a qual está sendo realizada nestes últimos dias na Europa e África)

Vários trabalhos estão sendo realizados

 desde a chegada do missionário à base da Missão Transcontinental em Portugal no dia 19 de maio: visitações e assistências a várias famílias, cultos, distribuição de literaturas e orações, muitas orações.

A equipe da Missão já percorreu milhares de quilômetros, passando por países como: Inglaterra, França, Espanha, Bélgica, Reino Unido. Viagens estas arriscadas, porquanto estão atravessando fronteiras e de carro, mas o Senhor tem cuidado dos ministros de Deus. Famílias estão sendo cuidadas e Deus está tratando.

E agora em Guiné Bissau – na África. Pelo relatório supracitado, temos visto a mão do Senhor em favor daqueles que Ele já comprou com seu sangue.

Obviamente não faltam oposições e dificuldades. 

O missionário agradece áudios de mensagens de apoio, incentivo, ânimo e encorajamento que tem recebido de vários irmãos, que nosso Senhor Jesus recompense a cada um.

O missionário ressalta a importância das intercessões, e roga a todos os irmãos e irmãs que continuem em orando pela Missão ali, pois as lutas são muitas, ainda que o Senhor esteja confirmando sua Força nesta empreitada missionária.

“Ele (Jesus) veio aqui para o mundo, sem lar, para abrir um caminho para homens e mulheres sem lares. Onde homens e mulheres, que não têm esperança [...] que não têm para onde ir [...] Ele fez um lugar [...] E é tão gratuito como a água que corre: ‘Quem desejar, venha’.

Ele é o Poderoso Conquistador. O seu domínio de eternidade em eternidade. Seus representantes são aqueles que o amam e estão desejando morrer por Ele. Ele ressuscitou dos mortos [...] e vive em nosso meio [...]”. 


Mensagem: O Poderosos Conquistador, parág.143; 153.


Deus abençoe a todos!


Categoria:Missões

Deixe seu Comentário