Acampamento de Páscoa

“[...] O Deus dos céus é o que nos fará prosperar [...]” (Neemias 2: 20)


A Igreja Tabernáculo de Adoração teve a oportunidade de realizar um abençoado acampamento de Páscoa.

A irmandade às 19:30 min de quinta-feira (13 de abril), já chegava para participar do acampamento de Páscoa, dezenas de irmãos no santuário do Tabernáculo já se faziam presentes.

Sob a liderança do Pr. João Nascimento, foi dado então o início do trabalho: a primeira leitura a ser feita foi em Êxodo capítulo 12, houve uma explicação sobre a diferença quanto ao que seja um acampamento de páscoa em comparação aos outros tipos de acampamentos. por ser uma data simbólica do sacrifício santo e cruento de Jesus Cristo, devíamos ter total reverência e sentimento. Foi também lembrado do desejo do Profeta em que as igrejas se reunissem em acampamento, se separando para meditação e comunhão entre os irmãos durante a data de Páscoa.

                                                                                      

Dadas certas recomendações foi iniciado o tema do movimento, “Desafio: situação que testa suas habilidades”, tendo como leitura para reflexão durante o acampamento Neemias capítulos 1 ao 4, com reprodução de resumos como. Com divisão de classes (moças, rapazes, pré-adolescentes, mulheres e obreiros) para discussões sobre o senso do termo “desafio” de cada classe.

Com esta primeira fase concluída o grupo foi subdividido para limpeza dos átrios, banheiros e santuário. Tudo com prazo para término (exatamente 45 minutos) no esgotamento do tempo o serviço não teve total êxito, desta forma, o Pr. João Nascimento agrupou a todos no santuário para fazer uma nova meditação comparando o tema do acampamento com o acontecimento, dizendo que nós devíamos ter percebido que aquele prazo para limpeza era nada mais que um desafio, um teste, sendo dessa mesma forma como Deus trabalhava conosco, nos testando diariamente. Então nos liberou para o findar da limpeza e jantar (sopa suculenta e nutritiva seguida de mingau de milho) para recolhimento.

Já no dia seguinte, na alvorada às 7h da manhã todo o grupo ( em jejum) já estava em união para orações, louvores de calvário e leitura da palavra. Em certo momento foi pedido a todos circunstantes pelo Pr. João que cada um citasse seu versículo de predileção.

Logo após houve liberação para o café, às 8h da manhã. Ao terminar o período de alimentação matinal todos voltaram para o santuário para discussão da escritura a respeito do livro de Neemias, mais precisamente de sua coragem em aceitar o desafio de reerguer a cidade de Jerusalém. Houve perguntas e respostas sobre o assunto também.  Seguido por uma divisão de classes para analogia da situação de Neemias e a contemporaneidade.

Terminando o período de classes houve um fechamento do tema de Neemias, e foi reproduzido um vídeo que o Pr. Eliézer Ribeiro enviou para a Igreja, nesse vídeo encontra-se juntamente com uma equipe em São José – Florianópolis. Durante a exibição do vídeo foi possível notar que a escritura lida pelo pastor tratava-se também de Neemias e houve então um grande regozijo, pois entendeu-se que foi uma sintonia de espírito com nossos irmão, mesmo em distância. E então uma oração cheia de sentimento foi feita pela igreja em prol daquele gruo que se encontra na Missão norte-sul. No fim desse período de dinâmica, foi orientado pelo pastor João que não houvesse nenhum tipo de irreverência nos átrios ou santuário durante o período de 12h às 15h, pois foi um período de sacrifício.



E então nos reunimos para um abençoado almoço. Depois, a pedido do pastor João, o companheirismo se recolheu para descanso. Às 15h30, estávamos já de volta para mais um tempo de reflexão. O assunto neste momento foi sobre a o espírito de voluntariedade para vitórias de desafios da vida cristã. E novamente as classes foram divididas para discussão de como ser voluntário dentro do posto que você ocupa dentro da igreja. E logo após isso fomos liberados para o lanche da tarde. Logo depois, no retorno ao santuário, muitos hinos foram entoados e todas as classes fizeram uma apresentação que envolvia leitura de versículos e canto.

Já às 17h30mim fomos liberados para higienização pessoal e culto à noite. Às 19h30min se deu o início do culto. Esse se desenrolou de forma abençoada cheio de glorificações, pregações feitas por evangelistas intercaladas por louvores e orações, apresentações de grupos.

Após o culto, já no período do jantar, houve um bolo em forma de bíblia aberta com as escritura “O Senhor é meu pastor, nada me faltará”, bolo no qual foi partido e servido pelo próprio Pr. João Nascimento a cada irmão, porquanto seu aniversário fora na última segunda-feira.

Certamente o Acampamento de Páscoa serviu como forma de aprendizado de que o verdadeiro sentido da Páscoa – sacrifício cruento de nosso Senhor Jesus Cristo – foi perdido pelas pessoas, trata-se hoje quase que meramente de uma data comercial.

E que os desafios da vida cristã deve primeiramente ser detectado, depois aceitado, desenrolado com coragem, persistência, para que adiante haja vitória e acúmulo de créditos com Deus.

Que Neemias não se acomodou com sua situação, buscou ao Senhor, orando e jejuando para poder entender qual era o desafio que Deus havia entregado em suas mãos e Neemias jamais contou para outro alguém o desejo que Deus colocou em seu coração.

Que a cidade de Davi encontrava-se destruída e com seus moradores em miséria por uma má liderança, um mal reinado.

Foi um acampamento com uma leveza de espírito, cheio de sentimento, cheio de fartura. Um momento muito agradável e de excelente aprendizado.


Todos que puderam participar saíram preenchidos e renovados.


Que o Senhor abençoe a todos!




Categoria:Eventos

Deixe seu Comentário